sábado, 8 de dezembro de 2012

POR HOJE...














Aprendi...
que, sonhos são possíveis.
que, ser mãe é viver a melhor experiência da vida.
que, sentir medo é natural.
que, para ser feliz é preciso coragem.
que,  amar nem sempre dói.
que, as pessoas vão...e algumas simplesmente ficam.
que, oração não se resume em pedidos.
que, religião que separa não é religião.
que, ter humildade ajuda a desculpar os outros e principalmente a si mesmo.
que, as aparências realmente engana e isso nos impede de viver momentos maravilhosos.
que, saudade...são lembranças boas de algo ou de alguém que nos fez feliz. 
que, a vida é cheia da segredos e que alguns jamais serão revelados.
que, para se conhecer é preciso se re-conhecer todos os dias.

que, ser diferente é "normal".
que, os olhos não podem ver, se dentro estiver escuro.
que, ouvir é uma dádiva, e que ninguém deve se arrepender do que nunca foi dito.
que, o tempo passa...mas, a vida continua.
que, ninguém machuca os outros sem antes machucar a si mesmo.
que, viver nem sempre é fácil, mas pode ser bonito.

que, ser julgado não é ruim, mas abrir mão da felicidade por medo, sim.
que, ser alto não significa ser grande.
que, uma vida sem erros, é uma vida sem tentativas.
que, admitir-se imperfeito deixa as vida mais divertida.
que, tudo o que aprendi é tão pouco, que iguala a nada!
que, nunca é muito tempo...
Então, desejo que a luz da vida nunca se apague em você!

É SÓ.


domingo, 11 de novembro de 2012


Primavera Iluminada
















Que nos nossos sonhos mais íntimos,
seja sempre primavera
Com flores,
cantos
e contos
coloridos,
E iluminados,
com a luz,
da esperança.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Sabe!?




Quando seus lábios,

tocaram os meus;
Meu sonho,
aconteceu.
Meu jardim,
floresceu.


Não sinto,

vontade de sair.
E fico!
Para um novo,
começo.


Sua boca,

minha alma.
Seu jeito,
meu cheiro.
Seu peito,
meu coração.


A sua espera,

Permaneço.
Em silêncio...

Sem pedidos,
Apenas.
Desejo!

domingo, 21 de outubro de 2012

ANITSIRC



A tempestade vai passar

O seu sol vai brilhar
Então, vai ser
Noite de luar

E você...

Deite-se  aqui
nos meus braços,
que te olho,
nos olhos,
sinto seu cheiro.

Sinta meu peito.

Meu coração,
quer com você,
Sonhar!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Sendo água...Sendo pedra...












A vida é feita  
                       
de    pedacinhos,


não é!?
                                            

                             Que juntamos.

Juntei...
       
                   Correndo,
                                      andando,
                                                         nadando,
                                                                          na escuridão.

Vivendo e
morrendo,
nesse caminho.

e no fim,
de mim...

Um começo.

domingo, 16 de setembro de 2012

Contando de história 

Floresce em mim,
uma de muitas,
minhas faces,
que ainda não conheço.

Uma parte, arte
me encontro comigo,
diferente.
Sensível, aparente, corajosa
e que existe
E existir...
as vezes dói,
hoje dói!

E ser igual
E ser normal
É insuportável.

sábado, 11 de agosto de 2012

POBRE: desprovido do necessário á vida (dicionário Larousse)

Ser pobre pode ser bom!?

Não ter grana nesse mundo capitalista é uma dádiva da vida. No entanto, tem dias que fico muito brava. Por tantas vezes indignada mesmo, com essa tal desigualdade. Porém, vivo a maior ou melhor, uma ótima oportunidade de escolha, de escolher,o que é realmente fundamental para  "eu" ser feliz. 
Um amigo, não tem preço!
Um abraço, atenua qualquer falta de grana!
Ah! E o amor...
O amor completa a alma, faz sorrir quando a conta bancária está no "roxo".
Filhos! No meu caso, filhas.
E quando tudo parece perdido, ou quando já me encontro perdida entre os papéis, sorteando as contas, reclamando do meu convênio médico, do meu carro, "P" da vida por não poder comprar um livro, das roupas e que a propósito engordei quatro quilos e...
É quando também olho pra dentro...e percebo que minha "Fábrica de sonhos" ainda esta em total vapor, então respiro aliviada. 
Estou cansada!Estou viva! E provida, abastecida do que é necessário para vida!


sexta-feira, 20 de julho de 2012


Olha o que eu achei



Quando ela cai
Traz,
Um cheiro doce
Céu estrelado

Um tempo infinito
A vida passa devagar
Por vezes sinto parar
E não há problema em deixar tudo para amanhã

Há tempo pra construir novos sonhos
Com calma
E realizá-los sei lá quando
ou quem sabe quando o sol nascer

Traz saudade
Lembranças que não envelhecem

Os momentos são eternizados
Marcas e cicatrizes que o tempo não pode apagar

E não posso disfarçar
Quando ela chega
O que me resta é relembrar.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Com raiva


Se há culpado?
Acusação
e acusado?
Culpo a mim!
É justo!
E revelado!
Pois meu mal,
minha sentença... 
O tempo!

terça-feira, 29 de maio de 2012

HOJE...RE-COMEÇO!    

 


Você é normal? Eu tentei!

Teve um tempo que me perguntava e perguntei: 
O que é ser normal?
Essa pergunta mudou minha vida!

Só pra dizer que sinto por toda essa confusão, que até dói nos olhos, nos ouvidos e às vezes na alma.

Esse tal português, heim!

Tantas regras. Sinceramente...Acho que é uma prisão invisível. Mas, tudo bem! Talvez tudo isso seja importante pra gente se encontrar. Encontrar o nosso grupo! O grupo dos normais, com suas anormalidades secretamente aparente. E a gente aceita ou finge aceitar (ou finje?) as nossas anormalidades.

Precisa ser coerente? 
Fazer sentido? 
Continência!?
Ou,ser normal? 

"Nóis só qué se felises" 




segunda-feira, 28 de maio de 2012


video


Nossa marca
Nossa escolha
E
Eu escolhi ser sua
e você minha.

Vem ser meu par
nessa minha dança,
de menina.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Como um pássaro
minha batalha
o vento.

Meu tempo, 
meu voo...


Mas ainda,
não aprendi a dançar.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Ciranda, cirandinha...


















Por mais que tente,
Não posso parar...
E você volta!
E eu volto!
Para o mesmo lugar!

sábado, 14 de abril de 2012



Dois minutos!

Seus olhos
Seus lábios
Doce,
como algodão
doce
Cheio de um amor
delicado
e simples.



Pessoas giram
em roda,
cantam,
dançam,
e vivem,
a sua alegria.
É o seu dia!


Danço! Dança!
Na saia da bailarina,
Vem!?
Canta sua cantiga,
mostra sua alma.
Me dê sua mão,
que é nessa canção...
Que meu coração,
se completa,
com sua alegria.





sexta-feira, 23 de março de 2012

Noites com sol

Quando finalmente consegui coragem,
 já que vontade jamais me faltou, 
 para a caminhada à meu encontro,
 foi depois que o cansaço
me acometeu o corpo e a alma,
 que então pude perceber que...
 eu caminhava na direção oposta!


E que fujir do meu passado, 
é fujir de mim mesma
E tarde...
É quando o sol se pôe!

sexta-feira, 16 de março de 2012

Eu tive um sonho


Eu coloco minha cabeça no seu peito
deito meus sonhos e desesperos
choro por um momento
envolvida no seu abraço
esvazio meu peito, 
com lágrimas
vivo,
vivemos
pai!
Momentos...
Meu desejo mais intenso
de um dia descansar no sei jeito
calmo, tranquilo, disfarçado.
E encher meu peito,
desse seu sossego 
e paz.

quarta-feira, 14 de março de 2012

AMÉM














Hoje acabou-se-me a palavra,
e nenhuma lágrima vem.
Ai, se a vida se me acabara
também!


A profusão do mundo, imensa,
tem tudo, tudo - e nada tem.
Onde repousar a cabeça?
No além?



Fala-se com os homens, com os santos,
consigo, com Deus...E ninguém
entende o que se está contando
e a quem...



Mas terra e sol, luas e estrelas
giram de tal maneira bem
que a alma desanima de queixas.
Amém.



Cecília meireles

sábado, 10 de março de 2012

Deixar para trás


Hoje é tudo,
Nesta noite!

Meu pequeno príncipe,
Enquanto não amanhece,
Eu conto...
As estrelas,
Os cometas,
Limpo vulcões,
(os meus)
Assisto o nascer 
do dia e...
O desabrochar da rosa!





quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012


"Escrever é se aventurar a cometer erros"




A palavra escrita, se bem escrita, nos traz "direitos" 
Se mal escrita, só nos restam os deveres!


E o nosso valor...
Embutido nas palavras



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012



Tempo vou te fazer um pedido


Abraça-me com jeitinho, com carinho

Traga no vento,
lembranças dos momentos


Não me permita o esquecimento!

Sopra no meu lábio,
um beijo

 Seca essa lágrima de saudade,
que sinto do passado

Que continua sendo
meu presente!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012



Então o sol apareceu
era  dia,
nasceu uma vida.

Nos dias de chuva!

Sua beleza coberta
dos pingos d'agua
suas formas
as formulas
secretas

sua sensualidade
aparente

a sensibilidade
vive
do sabor
do calor
o frescor,
 dos dias de chuva.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Quanto tempo temos!?


Se o suor correr no seu rosto
Que seja em  busca
de dignidade
do prazer da carne
ou de sinceridade
respire, inspire, transpire
a sua verdade
não tema o pecado
ser julgado
ser o alvo
caminhe sem medo
se encontrar obstáculos
passe: por cima, por baixo
pelo lado
supere-se em si
separe-se
junte-se
seja seu próprio quebra cabeças
reconheça-se
encaixe-se
mas, talvez o encaixe,
não seja perfeito
e talvez um dia
a gente encontre explicação.